Pesquisar este blog

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Projeto Quadrinhos: Maus e Mentirinhas


Eu tô numas de quadrinhos.

Sério. Desde que eu li o Desvendando os Quadrinhos, do McCloud, meu interesse por esta mídia só vem crescendo. Tive finalmente o impulso que faltava pra começar a desenhar os meus próprios (ainda que não tenha tempo pra fazer da maneira que gostaria), fiz matrícula para curso de desenho para melhorar a técnica - na verdade, para adquirir uma - e visito diariamente uns trinta sites e blogs com o assunto; realmente quero me aprofundar nesta arte.


Até comecei a comprar títulos que (infelizmente) passam batido do grande público, ao menos no Brasil. Estes quadrinhos, no entanto, costumam ter uma editoração mais bem cuidada e preços idem, o que significa que não poderei comprar tantos quanto quero, ao menos não imediatamente. 

Pensando nisso, dou início agora ao Projeto: Quadrinhos: ao menos uma vez ao mês, vou comprar um título diferenciado em (ou sobre) quadrinhos, e vou postar sobre ele aqui no blog. Não é bem uma vardomirice mas, pensando bem, não deixo de ser vardomiro ao falar de assuntos nada a ver. =)

Para abrir este mês, teremos dois títulos.

AS MELHORES MENTIRINHAS 1

Você conhece o blog Mentirinhas, do Fábio Coala? Se não, deveria. É um dos meus quadrinistas brasileiros favoritos (junto com Carlos Ruas e Vítor Caffagi); ele reúne em seu trabalho um humor diferenciado com um traço fantástico e, em muitos casos, muita sensibilidade também.

 Nesta edição, ele publicou apenas tiras sem seus personagens fixos; como ele colocou aquele sugestivo "1" no título, aguardamos aí as próximas edições com os Auréolos, Caco e as Memórias do Homem que Destruiu o Mundo.

Compensa prestigiar o trabalho do cara, não perde em nada pra quadrinhos consagrados como Garfield ou Calvin. Apesar de todo o conteúdo estar na internet (apenas uma história inédita no livro), achei que compensava ter uma amostra em algo mais material que a rede.

Sábado agora, dia 26 de maio, vou lá na Monkix pegar o autógrafo dele no meu exemplar.

Aliás, isso me lembra que preciso colocar os links para todos os sites que visito aqui. Toda vez que estou num computador que não o meu, sem minha lista de favoritos, fatalmente acabo esquecendo vários...

MAUS: A HISTÓRIA DE UM SOBREVIVENTE



Para muitos, a maior obra literária já escrita em quadrinhos, infelizmente começar com ela já estabelece um padrão difícil de alcançar para os próximos títulos do projeto. Comprei um exemplar no Centre Belge de la Bande Dessinée (Centro Belga de Banda Desenhada, outro nome para quadrinhos) e, ainda na Bélgica, o li três vezes. É simplesmente uma obra-prima, onde ele conta a história de seu pai, um judeu na Polônia invadida pela Alemanha na Segunda Grande Guerra, enquanto, paralelamente, destrincha sua própria relação com o pai.

É o trabalho mais famoso do renomado Art Spiegelman, ganhador do prêmio Pulitzer.

Se você gosta de literatura real e crua, leia. Ainda que não goste de quadrinhos, acho que vai gostar desta obra.

Coincidentemente, Spiegelman e a esposa, Françoise Mouly (também um grande nome no mercado de editoração de quadrinhos) virão ao Brasil na semana que vem. Vou tentar pegar minha senha e dar um migué no serviço pra conhecê-lo; normalmente, não tenho veia de tiete, mas que seria muito legal ter um exemplar assinado pelo dito, isso lá seria. ^^

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Invente! Faça o Fex mais contente!