Pesquisar este blog

sábado, 19 de novembro de 2011

O Nervosinho de Batatais




Sabe o que é mais chato que ser pego traindo a mulher?

Em Itaú, quando alguém tá fazendo birrinha ou caso por pouca coisa, costumamos chamar o vardomiro em questão de "Nervosinho de Batatais". Isto tudo por conta de um pequeno 'causo' que aconteceu no interior de São Paulo e se espalhou ali pelo interior de 'Mins'.


Diz que a mulher chegou em casa inesperada, e começou ouvir uns barulhos estranhos provenientes do quarto. Aproximando-se de manso, ela entreolhou a cena: o marido estava transando com outro homem... e na dita "posição em que Napoleão perdeu a guerra".

Péssimo, não? Pois é, ela também achou. Não aguentando, a mulher abre a porta, indignada com a situação. E a reação do marido foi, no mínimo, surpreendente.

Pego ali, naquela posição vexatória, tal qual um esquilo atravessando a estrada que se depara com o farol alto de um carro, passado o susto inicial, o ursão conseguiu reunir todos os cacos da sua dignidade, e começou a gritar para a mulher, imperativamente:

- Sai daqui, mulher! Sai daqui! Sai daqui que eu tô nervoso! Tô nervoso!! SAI DAQUI!!!

É isso mesmo. Foi flagrado debaixo do peludo suado e não tentou se desculpar, não parou o que tava fazendo nem deu qualquer explicação: simplesmente teve um piti! Uma síncope! Rodou a baiana!

Santa!

A mulher fez o que qualquer pessoa sensata faria naquela situação: saiu correndo. Saiu correndo na hora, é claro, mas não perdeu a oportunidade de, mais tarde, fazer o 'causo' ficar conhecido em toda a região, incluindo sul de Minas e arredores.

Por isso, da próxima vez que vir alguém tendo um chilique por pouca coisa, ainda mais sem razão, lembre-se: melhor admitir estar errado que virar chacota em nível supra-municipal.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Invente! Faça o Fex mais contente!