Pesquisar este blog

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

E-mail

Eu não assisto a televisão.

Ou quase isso. Na verdade, eu assisto a séries e filmes, mas mesmo assim eu prefiro assistir em DVD. Não só a programação da televisão (inclusive da TV a cabo) é muito desinteressante, como também não gosto de comprometer um determinado horário no dia ou na semana pra acompanhar algum programa.

Há anos que não tenho mais o hábito. Aliás, é péssimo ver TV comigo por perto, porque eu não aguento muito tempo, já começo a criticar tudo, atuação, roteiro, qualidade, etc.

Minha mídia é a internet. Desde que ela se popularizou no Brasil, lá em finais dos 90, quando ainda era discada, internet é o que há. Sou da época que a grande sensação da web era conhecer gente nos bate-papos do UOL. Meu tempo livre, fico quase que o tempo todo conectado, normalmente me entretendo, jogando ou vendo potoca. Tenho um verdadeiro roteiro de blogs e sites que acesso quase que diariamente.

Digo isto porque hoje eu, macaco velho de internet, fui encarregado de montar uma minuta para divulgação de uma informação por e-mail, no trabalho. Meu chefe me pede pra confeccionar o texto, que precisa ser aprovado antes de ser enviado, porque a comunicação sai no nome dele.

Entrei na lista geral da empresa e separei cada um dos e-mails de interesse a receber a mensagem. Pra facilitar trabalhos futuros, resolvi copiar e colar a lista para o editor de textos e salvar em um arquivo, caso sejam necessárias novas minutas mais pra frente. Deu um puta de um trabalho organizar por seção, mas é o tipo de trabalho que evita dores de cabeça. Isto consumiu um tempo considerável. 

Pra poder fazer o meu rol, eu tinha que entrar no sistema de e-mail, acessar a lista geral, selecionar como se fosse enviar com cópia (campo CC). Uma vez reunidos todos os endereços, eu poderia copiar e colar no arquivo de texto (não dava pra copiar direto da lista do sistema). Pois bem. Após terminar a minha relação, voltei para o e-mail, para poder enviar pra aprovação.

Tudo bem até aí, não tivesse eu esquecido de apagar os e-mails de todos os destinatários do campo CC.

É... foi pra todo mundo. Eu percebi na hora, claro, já escrevi um "desconsiderar o e-mail anterior" imediatamente, mas nesse meio-tempo de escrever a errata já recebi um "confirmo recebimento" de um dos setores.

¬¬

Fiquei numa puta tensão entre o envio da merda (ou melhor, a merda do envio) e o momento de contar ao chefe. Até porque eu não sei que reação ele teria, dependeria do humor. Felizmente ele nem ligou, falou que mandei a errata e tava beleza. Mas o pior não foi isso. Foi saber, depois de um monte de gente já ter aberto o e-mail (o remetente é avisado), que o sistema que a gente usa tem uma opção de apagar o e-mail da caixa do destinatário, depois de enviado, justamente pra situações como esta...

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Invente! Faça o Fex mais contente!