Pesquisar este blog

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Versões

Depois da criação da Barbie, os fabricantes de brinquedo tiveram uma grande sacada (pra eles, claro): ao criar diferentes roupas e acessórios para uma mesma boneca-base, eles criavam uma miríade de brinquedos diferentes sem que, pra isso, tivessem que criar uma forma diferente pra cada um. Daí surgiram as diversas Barbies: bailarina, esportista, secretária, executiva, prost... quer dizer, baile de gala, etc.

Também podemos lembrar do Windows: versão básica, versão profissional e versão avançada, cada uma pra um tipo de usuário diferente, usando o mesmo programa, mudando apenas as permissões de uso dos recursos.

Ontem meu chefe foi trabalhar de terno. Preto, camisa preta e gravata amarela. Um charme. Só faltou a cartola, o monóculo e o guarda-chuva pra encarnar de vez o Pinguim, inimigo do Batman.

Não obstante, porém, a aparência de orador de velório, o mais curioso, na verdade, é a mudança no colóquio. Ele fala de forma diferente, dependendo de como ele está vestido. Em dia de terno, até a coluna dele fica mais reta.

Como assim? Vou dar um exemplo:

Terno e gravata – modo DeLuxe:
- O senhor poderia, por obséquio, depositar a mercadoria solicitada em prazo hábil previamente tratado? Caso contrário, outra opção não teremos senão a de aplicar as sanções contratualmente previstas.

Camisa de botão: modo Plus:
- Amigo, você precisa entregar esse material logo, porque eu tô precisando. Se a gente não chegar a um entendimento, vou ter que acionar o setor de contratos, que vai aplicar a multa.

Camiseta e calça jeans: modo Standard:
- Porra! Caralho, não vai entregar essa bagaça não? Que merda, meu, entrega logo essa desgraça, senão vou mandar o setor de contrato colocar na sua bunda!

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Invente! Faça o Fex mais contente!