Pesquisar este blog

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Pleonasmo

Quando conto alguma história sobre algo muito bom que aconteceu a alguém, ou algo que a pessoa esperava há muito, quem não está acostumado geralmente estranha quando eu falo algo como "... aí fulano teve um pleonasmo...".

Tudo começa na época em que o Pasquale Cipro Neto fazia parte de uma campanha publicitária do Mc Donald's, em que interpelava os clientes da lanchonete com dicas de Português. Foi então que mudou o jingle de "Dois hambúrguers, alface, queijo, molho especial..." para "Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial..."

O Casseta & Planeta não deixou passar batido: criou o personagem Pasquale X-búrguer, interpretado pelo saudoso Bussunda, que estrelava as sátiras dos comerciais.

Num destes "comerciais", uma velhinha reclamava do desempenho do marido:

- Meu marido é um impotente brocha!

Ao que Pasquale intervinha:

- Minha senhora, veja bem: "impotente brocha" é um pleonasmo.

- Hein!? Pleonasmo!? Há mais de vinte anos que não tenho um pleonasmo... Mas é porque meu marido é um impotente brocha.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Invente! Faça o Fex mais contente!